[Resenha] Terras Metálicas - Renato C. Nonato



A Última Guerra lavou a atmosfera com uma massa nuclear, tornando-a incapaz de sustentar a vida. Para continuar sobrevivendo, a humanidade precisou se adaptar, isolando-se numa atmosfera artificial: a Esfera, local onde tem se mantido com o passar das gerações. A utopia da sociedade reinou desde então, com a paz sendo mantida com mão de ferro pela Elite. Mas essa paz pode acabar… Raquel é uma recém-formada em primeiro nível na Academia, que passa seu tempo livre entre Saturno – o parque temático da Esfera – e divagações sobre seu sonho de voar. Ao iniciar uma nova etapa de vida, ela vai encarar a cerimônia de implante que pode tornar esse sonho realidade, se a habilidade dos Túneis lhe for conferida. Mas essa nova etapa também vai levá-la por caminhos perigosos… Raquel descobrirá que o IA, responsável por todos os sistemas de sobrevivência da Esfera, está com os dias contados. Como manter a sanidade sabendo que a vida tal qual você conhece está para acabar? Raquel ainda não tem essa resposta, mas vai precisar encontrá-la. E para isso ela precisará, mais do que nunca, da ajuda de seus amigos… Tashi, Tales, Ângelo, Camila, Liceu, Isabela e Nirvana lhe darão sustentação quando tudo o mais na utópica Esfera estiver ruindo.

Resenha

No livro Terras Metálicas, somos apresentados ao novo mundo, um mundo totalmente diferente da nossa realidade, onde a população vive em uma grande esfera de metal. Depois que a atmosfera da terra foi destruída em uma grande "Crise", como a segunda guerra mundial, a atmosfera ficou contaminada com radiação, impedindo assim, a habitação da população. A solução encontrada foi a criação de um novo planeta, porém totalmente fechado e lacrado para evitar a contaminação das pessoas pela radiação, então se criou a esfera, uma massa totalmente tecnológica e superficial, onde tudo dentro desta esfera é controlada pelo IA da esfera, que é como se fosse um grande "CPU" de um computador, que é responsável por todos os sistemas funcionais da esfera.

Primeiramente, somos apresentados a Raquel, uma adolescente super inteligente e que está super ansiosa para a cerimônia de implante, onde ela deseja mais do que tudo ser uma Túnel, e ser igual a seus pais, que são Túneis super habilidosos que ajudam no funcionamento e equilíbrio da esfera.

Dentro da esfera, quando os jovens passam da época da escola primária, eles são considerados formandos e os formandos são presentados com uma cerimônia de implante, onde cada jovem recebe um chip especial que é injetado na médula, e cada organismo reage de uma forma diferente a este chip, criando habilidades diferentes para cada jovem. Depois do implante do chip, o jovem é classificado em uma das categorias, de acordo com suas habilidades:  Exilados, Bios, Sibérios, Antenas ou Túneis, dependendo da aceitação do chip no seu organismo. Porém, pode acontecer do organismo não aceitar o chip e o jovem vira um Exilado.

- Túneis movem objetos a distância - começou a recitar Raquel -, Antenas controlam a mente, Bios controlam o corpo, Sibérios fazem as coisas esquentarem ou esfriarem e, os Exilados... Bem, eles não fazem nada. 

Como eu disse anteriormente, Raquel sempre desejou ser um Túnel, e quando ela recebe sua nova habilidade, ela explora de toda a forma para ser boa naquilo que ela consegue realizar com suas habilidades. Rapidamente, Raquel consegue desenvolver tarefas que nenhum outro jovem consegue tão rapidamente, se destacando dentre a turma, Raquel está prester a se tornar o que sempre quis, uma menina habilidosa com seus poderes. Um dia a professora de Raquel faz uma revelação para eles, em que o futuro da esfera pode estar em jogo, e esta revelação mudará a vida de Raquel e seus amigos para sempre.

Porém, Raquel possui uma habilidade de ser muito aventureira, e ela sempre se mete em encrencas com seus amigos, porém em uma de suas aventuras, Raquel descobre que a vida da Esfera pode estar com os dias contados, e que tudo aquilo que existe na esfera pode estar em perigo.

Então Raquel decide se juntar a seus amigos para investigar estes processos de atrasos no mainframe da esfera, e Raquel tem esperança que de alguma forma poder ajudar no futuro da esfera. Além do problema no mainframe da esfera, existe a Facção, que é um grupo de pessoas que acham que a vida fora da esfera é possível, e esta Facção decide de todas as formas desestruturar a esfera cada vez mais, e Raquel decide investigar a fundo e descobrir como salvar a esfera. Será que um grupo de adolescentes conseguirá salvar a Esfera? A Coragem dos jovens e de Raquel ultrapassa limites e juntos eles lutarão para salvar o mundo em que eles vivem.

Eu AMEI este livro, com certeza este foi um dos melhores livros nacionais que eu já li. Este mundo que o autor criou é impressionante, os costumes, a vida das pessoas, a linguagem, a forma de vida é tudo muito espetacular!!! Raquel e seus amigos se juntam em grandes aventuras, e durante todo o livro, você fica vibrado nos acontecimentos com muita aventura, ação e distopia. Uma história totalmente rica em detalhes que te proporcionará uma viagem a um novo mundo.

O que eu achei bem interessante durante todo o livro, são os Tashis dos jovens, que são pequenos robôs em forma de bola, que ajudam seus companheiros em todas as aventuras, e eu achei os robôs muito fofinhos kkk e eu confesso: Eu Quero um Tashi pra mim kkkk

O livro também possui muita ação, a Facção explode coisas e tenta colocar o pânico nas pessoas da esfera, e o sistema da esfera cada vez está mais perto de se tornar extinto, afinal ninguém sabe como solucionar este problema no atraso de resposta do mainframe. Um livro cheio de ação, tecnologia e  aventura que irá te prender do começo ao fim. Com certeza Renato C. Nonato é um dos grandes talentos da nossa literatura brasileira atual, com uma escrita cativante e perfeita que te prenderá durante toda a leitura. 

É com muito orgulho que eu classifico o livro Terras Metálicas como um dos melhores livros de 2013, então no vídeo dos melhores de 2013 que eu gravarei mês que vem, com certeza Terras Metálicas estará na lista, um livro impressionante, espetacular e surpreendente e originalmente brasileiro, melhor do que isso, impossível!!!

 Vídeo Extra


-Este vídeo foi retirado do Youtube. CreditosThaís Aquino

Trilha Sonora

Nervo - Hold On
Nervo - Reason
Paramore - Monster
Paramore - Decode
The Piano Guys - Angels We Have Heard on High




Top Comentarista - Novembro



Comente nesta postagem, preencha o formulário e concorra ao livro Olho por Olho.


13 comentários:

  1. Fiquei realmente curiosa para ler! Adoro distopias e livros que tem ação chamam minha atenção. Também estou bem imprecionada com a literatura nacional, estou lendo muito livro brasileiros por causa do Blog e estão sendo um surpressa maravilhosa! Com escritas ricas e histórias envolventes!

    Otima Resenha!

    Tenho um sorteio lá no blog!
    Participe!
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/10/sorteio-livros-perdida-um-amor-que.html
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Realmente, a literatura nacional tem evoluído muito...
    Esse livro parece ser bom demais, vi sobre ele em vários blogs e tô com muita vontade de ler!

    ResponderExcluir
  3. Olá Gustavo

    A história me lembrou um pouco dos livros do Asimov e por isso fiquei muito interessada!

    Gosto muito de ficção científica e essa obra nacional tem todos os elemento do gênero.

    Mais uma ótima sugestão sua que vai para a minha lista de futuras leituras!

    Super bjos

    http://www.i-likemovies.com/

    ResponderExcluir
  4. Que livro diferente!! Gostei demais!! amo encontrar preciosidades como essa na literatura nacional. Um mundo controlado por Inteligência Artificial, adorei a ideia! Curiosa para conhecer a história! =)

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Gustavo.
    Adoro distopias, e essa me lembrou muito Legend por viverem em um lugar artificial e tecnológico, e a questão das habilidades me fez lembrar Divergente...fiz uma mistura aqui na minha cabeça rsrsrs.
    Mas gostei muito da proposta de Terras Metálicas, e gostei ainda mais de saber que é uma obra nacional que você classificou como melhor leitura do ano.
    Com certeza eu quero ler.

    Até mais.
    http://www.leiturasdapaty.com.br/2013/11/resenha-lista-do-nunca.html

    ResponderExcluir
  6. Leticia Lançanova1 de dezembro de 2013 19:00

    Ual, não esperava uma critica tão positiva desse livro.
    Realmente não podemos julgar um livro pela capa, certo?
    Gostei do estilo do livro, bate muito com o meu gosto. Se o livro foi um dos seus favoritos, merece minha atenção!
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,

    Le Lançanova

    Palácio de Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Gustavo,

    tudo bem?

    Eu tenho lido resenhas sobre esse livro em alguns blogs. Mas a sua me chamou bastante atenção. Gostei da forma como desenvolveu seus argumentos, fiquei muito interessa em ler o livro.

    parabéns e sucesso para o autor!!!!

    beijinhos.

    Cila- leitora Voraz

    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Terras Metálicas me fez lembrar Legend por causa do ambiente artificial e tecnológico pra se viver, e Divergente por causa da classificação dos jovens conforme as habilidades.
    E sabendo que essa foi uma das suas melhores leituras do ano, e se tratando de um livro nacional, com certeza não posso deixar de conferir essa história.


    Até mais.

    ResponderExcluir
  9. Achei bem interessante a sua resenha. Confesso que foi a primeira que li desse livro, claro que conhecia a capa e tudo mais, mas nunca parei para pensar em ler a sinopse até mesmo porque a capa não me chamou tanto atenção, apesar de ser linda. Mas lendo agora o que você colocou na resenha, meu interesse surgiu, porque simplesmente é o tipo de história que gosto de ler... e claro que coloquei no meu skoob... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Gustavo!
    Acho que essa é a primeira resenha que leio desse livro.
    Ainda não me aventurei no mundo distópico, mas para quem é fã desse estilo, essa trama parece uma boa dica.

    Abç!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Gustavo, menino eu estou louca para ler este livro, ele trás uma historia diferente e muito inovadora para o gênero distópico.
    Gostei bastante dos pontos que você levantou na resenha, sobre em como é o processo para a escolha, sobre as categorias. Olha eu acho que gostaria ser também da turma dos tuneis.hahahahahahaha
    E me diga que coisa mais fofa é este Tashi, também quero um pra mim.Hahahahaha
    Parabéns meu querido pela resenha, ela esta maravilhosa!

    Beijokas Ana Zuky

    http://www.sanguecomamor.com.br

    ResponderExcluir
  12. Preciso dizer que a capa desse livro é muito bonita e seria um EXCELENTE poster para cinema, é bastante chamativa, mas ao mesmo tempo enigmática e não revela muita coisa. Apesar de não me parecer o meu tipo de ficção, aprecio algumas qualidades que você citou na resenha: a qualidade na criação do mundo, na ambientação, a parte de 'aventura, ação e distopia' me deixou mais interessada pelo livro : )

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita! Não deixe de Comentar :)

 renata massa